---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Terceira idade de Novo Horizonte: encontros passam a ter atividades culturais

Publicado em 12/07/2019 às 10:01 - Atualizado em 12/07/2019 às 10:01

Uma vez por mês um professor ou instrutor das oficinas culturais trabalho com o grupo
Créditos: Ascom/Novo Horizonte Baixar Imagem

Com o objetivo de integrar, proporcionar um momento diferente e valorizar a terceira idade, uma vez por mês professores e instrutores das oficinas do departamento de Cultura de Novo Horizonte trabalham com o grupo de idosos do município. As atividades são realizadas sempre no dia do encontro e são ajustadas para que todos possam participar.

Diogo Ricardo Ribeiro, professor de Zumba e um dos primeiros a trabalhar com o público, disse que no início houve timidez de alguns integrantes, mas aos poucos o grupo foi se envolvendo e participando. “A zumba é uma atividade para todas as idades e públicos, pois mistura todos os ritmos musicais. Para os idosos, os benefícios percebidos a partir de tal prática vão além das melhorias físicas e motoras, alcançando aspectos sociais, emocionais e psicológicos”, afirma.

De acordo com a coordenadora da Cultura do município, Silvani Zilio Moschen, a ideia é intercalar as atividades para que não haja uma rotina e o grupo possa participar de todas as oficinas disponíveis. “Como havia esta disposição dos professores e instrutores, sem custo adicional para a municipalidade, não pensamos duas vezes em fazer esse trabalho”, explica ela lembrando que as atividades realizadas com o grupo de idosos em nada interferem na agenda das oficinas e os demais grupos.

Silvani acredita que essas atividades enriquecem os encontros e motivam a participação, o desenvolvimento da coordenação motora e a socialização. “Nós, enquanto administração pública, precisamos pensar em todos os públicos, garantindo a inclusão”, defende ela afirmando que se trata de uma questão de saúde também.